Monitorização visual da população piscícola e da qualidade da água

Blog, ProjetosComentários fechados em Monitorização visual da população piscícola e da qualidade da água483

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Monitorização visual da população piscícola e da qualidade da água

 Aproveitamento Hidroelétrico Pego Negro

A NOCTULA – Consultores em Ambiente foi responsável pelo processo de autorização da limpeza do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro e implementação das medidas minimizadoras dos impactes do esvaziamento nas populações piscícolas.

Este processo que decorre anualmente, surge no âmbito do pedido de esvaziamento da massa de água junto ao pequeno açude e ao longo do respetivo canal do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro, localizado na Ribeira de Santa Natália.

A Ribeira de Santa Natália, é um afluente da margem direita do Rio Tâmega, nasce na Freguesia de Rego, no Concelho de Celorico de Basto, no Distrito de Braga e tem cerca de 840 metros de altitude, desenvolvendo-se numa extensão de cerca de 16 km até à foz, no Rio Tâmega, em Amarante.

Relativamente à mini-hídrica de Pego Negro, esta destina-se à produção de energia elétrica e é constituída por um Açude e respetiva Tomada de Água, por um Circuito Hidráulico e por uma Central Hidroelétrica onde estão instalados dois Grupos Turbina – Gerador. A central de fio-de-água Pego Negro é alimentada pela ribeira de Santa Natália.

O motivo do esvaziamento está relacionado com a acumulação de areias e terra (geralmente causada por enchentes, construções ou outras alterações na bacia hidrográfica), que ao longo do tempo vai ocorrendo à entrada da conduta.

Açude e respetivo canal do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro

Açude e respetivo canal do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro

A massa de água da Central Hídrica conta com a presença de várias espécies piscícolas nativas como a truta-de-rio (Salmo trutta), a boga-do-Norte (Pseudochondrostoma duriense), o bordalo (Squalius alburnoides) e a enguia-europeia (Anguilla anguilla), algumas delas com elevado estatuto de conservação.

Tendo em consideração o parecer favorável do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, no âmbito da autorização da limpeza do pequeno açude e respetivo canal do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro, foram determinados os seguintes parâmetros:
– Determinação dos parâmetros físico-químicos: Oxigénio dissolvido (mg O2/L), pH e Temperatura (oC), do efluente da massa de água de esvaziamento e da massa de água recetora a jusante;
– Avaliação da qualidade da água, baseada na caracterização sumária dos parâmetros físico-químicos e, em função dos valores observados, providenciar o ajustamento do volume a introduzir na massa de água a jusante;
– Avaliação do potencial comportamento anómalo dos peixes ou ocorrência de mortalidade (monitorização visual da população piscícola).

Aproveitamento Hidroelétrico Pego Negro

Aproveitamento Hidroelétrico Pego Negro

O esvaziamento adequado da massa de água junto ao pequeno açude tem de ser efetuado de forma muito lenta, no sentido de evitar a ocorrência de fenómenos de sedimentação e consequente obstrução dos fendas subterrâneas, evitando a perda de habitat e permitindo os movimentos típicos do home range (área onde as espécies piscícolas vivem) de cada uma das espécies piscícolas.

Nestes processos é necessário garantir o cumprimento de um plano de contingência, para o caso de ficarem peixes retidos em algum local durante a operação de esvaziamento do canal. No enquadramento do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro, o plano tinha previsto a possibilidade de captura, através do recurso à pesca-elétrica e posterior translocação dos exemplares localizados no canal, para o curso de água.

Durante a limpeza do canal do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro, realizou-se uma observação atenta de potenciais situações de retenção de peixes, através da análise minuciosa de toda a extensão do canal.

Paralelamente foi ainda efetuada uma análise da condição do habitat ribeirinho e aquático no troço situado imediatamente a jusante da barragem do empreendimento. Foram ainda acompanhados os trabalhos de limpeza do canal com a consequente monitorização da qualidade da água durante toda a operação de limpeza do canal.

Veja aqui algumas fotos referente ao processo de limpeza do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro em 2016:

 Limpeza do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro em 2016

Limpeza do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro em 2016

 Limpeza do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro em 2016

Limpeza do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro em 2016

 Limpeza do Aproveitamento Hidroelétrico de Pego Negro em 2016

Determinação in situ de parâmetros físico-químicos da água

Determinação in situ de parâmetros físico-químicos da água

Determinação in situ de parâmetros físico-químicos da água


A NOCTULA – Consultores em Ambiente também já foi responsável pelas Medidas de minimização de impactes ambientais no âmbito do esvaziamento e limpeza de sedimentos na albufeira do Aproveitamento hidroelétrico Ucanha-Gouviães.

Foi também responsável pelo Estudo da recuperação da conectividade fluvial e da qualidade ecológica da bacia hidrográfica principal da ribeira de Santa Natália, no âmbito da fase de exploração do Aproveitamento Hidroeléctrico de Pego Negro.

Caso necessite de algum serviço nesta área não hesite em contactar-nos: 232 436 000 ou através do email: info@noctula.pt.

Engº Pedro Silva-Santos _ Aproveitamento Hidroelétrico Pego Negro

NOCTULA _ Aproveitamento Hidroelétrico Pego Negro

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Related Posts