Produção de Energia Renovável bate recorde em 2016

Blog, Energia Eólica, Energia Solar, Energias RenováveisComentários fechados em Produção de Energia Renovável bate recorde em 2016223

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

A produção de energia renovável no mundo bateu o recorde em 2016. E, na União Europeia, Portugal está entre os cinco maiores produtores de energia eólica.

Segundo informações da IRENA, Agência Internacional para as Energias Renováveis, 23,7% de toda a produção mundial de energia em 2016 vem de fontes de energia limpa e, destas, 80% tem origem hidráulica e eólica.

Somente no ano passado, foram construídos 161 gigawatts (GW) de capacidade instalada em novas centrais de energia renovável, o que corresponde a, aproximadamente, 161 centrais nucleares. O maior investimento, em termos de geração de energia, foi nas fotovoltaicas, com uma capacidade total instalada de 71GW, seguida pela eólica (51GW), a hidráulica (30 GW), de biomassa (9 GW) e geotérmica (1 GW).

Até ao final de 2016, a capacidade de geração de energias renováveis em todo o mundo era superior ao dobro do valor de dez anos atrás, chegando a um total de 2.066 GW. Estes números devem-se, não só a uma maior consciência mundial quanto à importância de diminuir a produção de energia com base em combustíveis fósseis, mas também graças à redução do preço nas instalações para produção de energia solar e eólica. Já na União Europeia, segundo o Eurostat – gabinete de Estatísticas da União Europeia, a energia eólica foi a quarta maior responsável pela produção de energia, entre os países membros, durante 2016. 315 mil GWh foram gerados a partir dos ventos, de um total de 3.1 milhões de GWh produzidos, principalmente, a partir de energias fósseis, seguido pelas nuclear e hidráulica.

A Dinamarca foi a maior geradora de energia eólica entre os Estados membros, com 43% da sua produção sendo proveniente desta fonte. A ela, seguiram a Lituânia (27%), a Irlanda (21%), Portugal (20%), Espanha (18%) e o Reino Unido (14%).

Com Portugal a aparecer entre os líderes na lista acima, é importante frisar que o país tem crescido muito o seu investimento na área das energias renováveis. Segundo a REN, ano passado, 57% do nosso consumo elétrico proveio de fontes limpas. Além disso, vale a pena lembrar que, em maio de 2016, Portugal foi abastecido, durante 107 horas seguidas, apenas pelas chamadas energias verdes.

 

gás de botija

Este artigo foi produzido pela equipa Selectra, líder no aconselhamento de tarifas de gás natural e eletricidade em França e Espanha e agora em Portugal. Atualmente tem ao seu dispor o site dirigido aos consumidores de energia onde podem comparar as tarifas e ter toda a informação relacionada com o mercado livre.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Related Posts