fbpx

Raposa-vermelha (Vulpes vulpes) registada em vídeo

raposa-vermelha (Vulpes vulpes) pode ser encontrada por todo país, sendo provavelmente o carnívoro mais comum de Portugal. É conhecida por ser astuta e matreira, o que reflete o seu carácter oportunista e a sua grande capacidade de adaptação.

A raposa é uma espécie muito comum em Portugal e está, por isso, classificada com o estatuto “Pouco Preocupante” pela União Internacional para Conservação da Natureza – IUCN. A nível mundial está classificada com o mesmo estatuto devido à sua distribuição alargada. Ocorre por toda a Europa, exceto na Islândia, e está ainda presente na Ásia, Norte de África e América do Norte. Em Portugal distribui-se de forma generalizada e uniforme por todo o território, estando ausente apenas na Madeira e nos Açores.

A raposa-vermelha ocorre em quase todos os tipos de habitats, mas de um modo geral, prefere zonas de habitats mistos, ocupando especialmente matagais, lameiros, florestas e campos agrícolas.

Esta espécie é um mamífero onívoro de médio porte, com os pelos geralmente castanho-avermelhado. Tem, em geral, hábitos noturnos e caça geralmente animais pequenos como coelhos e lebres, podendo incluir roedores, aves e insetos. Possui cerca de 20 esconderijos para comida e é capaz de se lembrar de todos eles.

Sabia que: A raposa tem um papel extremamente importante para a conservação das suas presas?

Neste momento deve estar a questionar-se como isso é possível.

A verdade é que a raposa tem uma tendência para caçar os animais mais doentes, velhos e fracos, prevenindo a expansão de doenças perigosas para estas espécies como é o caso da Mixomatose e da Doença Hemorrágica Viral que tem dizimado as populações portuguesas de coelho-bravo.

Predadores: Ocasionalmente, grandes predadores como o lobo (Canis lupus signatus), a águia-real (Aquila chrysaetos) e o lince-ibérico (Lynx pardinus) podem matar e alimentarem-se de raposas.

A longevidade potencial de uma raposa na natureza varia entre os 9 e os 13 anos.

Para ver mais vídeos registados pela equipa da NOCTULA durante as várias campanhas de monitorização de sistemas ecológicos,  visite o nosso canal no YouTube.

Fonte: Portugal Selvagem

Imagem de destaque: Retirada da plataforma freepik – photo created by wirestock – www.freepik.com.

A NOCTULA – Consultores em Ambiente realiza várias monitorizações ambientais, nomeadamente Monitorização de Sistemas Ecológicos:

 

Caso necessite de algum serviço na área da Monitorização de Sistemas Ecológicos, não hesite em contactar-nos: 232 436 000 ou através do email: info@noctula.pt.

… o que interessa deve ser partilhado!

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.