fbpx

ECO.mob – Programa de Mobilidade Sustentável

O Programa de Mobilidade Sustentável para a Administração Pública 2015-2020 – ECO.mob foi aprovado em Conselho de Ministros, no dia 25 de junho de 2015, e publicado em Diário da República na Resolução do Conselho de Ministros n.º 54/2015. O Ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva afirmou que “O Eco-Mob promove menos uso de viaturas, redução de emissão de dióxido de carbono, menos consumo de energia, promoção de energias renováveis e redução da fatura energética“.

O ECO.mob assenta em três grandes eixos de atuação: gestão da mobilidade, tecnologia e comportamentos. E tem como objetivo melhorar a eficiência económica e desempenho ambiental das deslocações associadas à Administração Pública.

estado-mobilidade-eletrica psp

O documento inclui igualmente um conjunto de iniciativas destinadas à promoção da mobilidade elétrica em Portugal, realçando a necessidade do alargamento dos postos de carregamento, de apoios fiscais à aquisição de veículos elétricos e ainda a promoção de novos hábitos de utilização de veículos, através da aprovação de incentivos comportamentais.

A frota atual do Estado, refere o documento, é constituída por cerca de 27 mil viaturas e possui uma idade média elevada, com custos ambientais e económicos significativos. Deste modo, “de forma faseada, serão integrados 1200 veículos elétricos numa substituição de frotas com poupança assegurada. Serão ainda promovidos planos de eco-condução“, afirmou o Ministro.

Com a implementação do ECO.mob, prevê-se uma significativa redução de impactes ambientais, bem como uma poupança de 50 milhões de euros, no horizonte 2015 – 2020.

Jorge Moreira da Silva afirmou igualmente que “a nível da frota, o Governo quer acabar com a lógica de vinculação da viatura a uma determinada função ou um determinado serviço, promovendo antes uma partilha dos transportes no mesmo espaço geográfico“.

Na reunião do Conselho de Ministros foi ainda aprovado o quadro estratégico para a política climática, que inclui o comércio de emissões com dimensão europeia, o plano nacional para as alterações climáticas e a estratégia nacional de adaptação às alterações climáticas.

… o que interessa deve ser partilhado!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.