grifos centro de recuperação

Encontrei um animal ferido, e agora?

Ambiente, BlogComentários fechados em Encontrei um animal ferido, e agora?16882

Quando se encontra um animal selvagem ferido é preciso ter cuidado, o animal está assustado e, apesar de estar ferido, pode atacar e magoar quem se aproximar.

Fique a saber o que fazer se encontrar um animal ferido:

1 – Aproxime-se com cuidado e cubra o animal ferido com uma toalha ou pano, de modo a privá-lo da visão e para que não o possa ferir enquanto o apanha.

2 – Se tiver uma caixa de cartão, de preferência pouco maior do que o animal, coloque-o lá dentro, perfurando-a previamente. Se não tiver, enrole a toalha que usou à volta do animal para lhe limitar os movimentos, de forma a proteger-se a si e a ele próprio. Se tiver luvas grossas – de cabedal ou de jardinagem – use-as.

3 – Contacte as entidades competentes para procederem à recolha do animal e o encaminharem para os Centros de Recuperação de Animais Selvagens:

Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR – 217 503 080;

– Parque/Reserva Natural mais próxima, consulte aqui os contactos das Áreas Protegidas geridas pelo ICNF;

– Linha verde SOS Ambiente – 808 200 520;

– Centro de Recuperação mais próximo, consulte aqui a lista de centros a nível nacional.

4 – Até à recolha mantenha o animal ferido num local calmo, escuro e aquecido. Evite contactos excessivos. Não lhe dê alimento nem medicação.

5 – Recolha todas informações sobre o local e condições em que o encontrou (ex: junto a uma estrada, linha de água, reserva de caça, linha eléctrica, etc).

6 – Se não se sentir confortável a manipular o animal ferido, contacte directamente o SEPNA e vigie-o para garantir que ele não se esconde antes de chegar ajuda.

animal ferido - penereiro recuperação ave ceras

Peneireiro-cinzento (Elanus caeruleus) recuperado no Centro de Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco

No caso específico das aves, durante as épocas de reprodução pode encontrar crias no chão e pensar que estão feridas. Muitas vezes caíram do ninho na primeira tentativa de voo, estando bem e continuando a ser alimentadas pelos progenitores. Nestes casos tente verificar se os progenitores se encontram na zona ou se a ave está realmente ferida (com sangue ou muito debilitada). Pode colocá-la num ramo mais alto para não estar tão desprotegida no chão.

Se em caso de dúvida a recolher para entregar às autoridades, registe bem o local onde foi encontrada, pois pode ser possível devolvê-la ao ninho, uma vez avaliada e tratada.

animal ferido - cegonha em recuperação ceras

Cegonha em recuperação – Centro de Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco

Os Centros de Recuperação de Animais Silvestres são vocacionados para a recolha, tratamento, recuperação e devolução de animais selvagens debilitados pertencentes à fauna autóctone portuguesa.

A recuperação dos animais tem como finalidade última contribuir para a conservação da Natureza, sendo dada prioridade a animais de espécies ameaçadas. Desta forma os centros constituem também uma fonte importante de informação permanente sobre os factores de ameaça às populações de fauna.

ouriço cacheiro devolução natureza rias olhão

Devolução à Natureza de dois ouriços-cacheiros – RIAS – Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens, Olhão

Poderão também ser realizados, paralelamente, estudos relativos à biologia das espécies, programas de reprodução em cativeiro, acções de educação ambiental e ações de formação, sempre que estas atividades não interfiram com o processo de recuperação dos animais.


Fontes: Quercus, ICNF, Câmara Municipal de Lisboa

Imagem em destaque: Grifos no Centro de Recuperação de Animais Selvagens de Santo André

Related Posts