Reserva Natural MilVoz: O novo refúgio para a biodiversidade da região de Coimbra

Ambiente, Blog, Ecossistemas, Espécies, Fauna, FloraComentários fechados em Reserva Natural MilVoz: O novo refúgio para a biodiversidade da região de Coimbra178

Coimbra terá em breve uma Reserva Natural Local, que funcionará como refúgio de algumas espécies cuja a preservação e conservação é prioritária.

A Reserva Natural ficará na parte central de uma encosta onde abundam os carvalhos-alvarinhos e os castanheiros e por onde corre uma ribeira. Vai situar-se entre as localidades de Almalaguês e Rio de Galinhas, a 15 km da cidade de Coimbra.

Esta iniciativa surgiu através da Associação de Proteção e Conservação da Natureza MilVoz, criada em Maio de 2019 por cidadãos que pretendem dar voz ao património natural da região de Coimbra.

A 16 de Maio, a associação lançou a campanha de crowdfundingAjuda a criar a primeira Reserva Natural MilVoz” para angariação de fundos. A campanha terminou no dia 12 de Julho, mas o objetivo de reunir 3.000€ para dar inicio ao projeto foi alcançado.

Manuel Malva, Presidente da Associação, explicou que “depois de vários meses de prospeção no terreno, encontraram neste local as condições ideais”. Na zona escolhida vivem espécies que só ocorrem na Península Ibérica como a salamandra-lusitânica (Chioglossa lusitanica) e o lagarto-d’água (Lacerta schreiberi) e outras espécies como o veado, o corço, a gineta, lontra e o texugo. Este local é também o refúgio de cerca de 70 espécies de aves, desde mochos e corujas, a águias, rouxinóis, guarda-rios, chapins e pica-paus.

*Créditos: MilVoz

Principiais objetivos

Manuel Malva explica que o grande objetivo passa por gerir o espaço “em prol da conservação da biodiversidade”, envolvendo a população. 

Com habitats muito ricos e diversificados o local escolhido é facilmente acessível à comunidade e pretende:

  1. Conservar a natureza, a biodiversidade, a floresta autóctone portuguesa e a identidade da paisagem;
  2. Preservar e conservar os habitats da região;
  3. Ajudar na preservação das espécies existentes na zona;
  4. Aproximar as pessoas da natureza e da biodiversidade da região.

Projeto – Inicio dos trabalhos de gestão

Os responsáveis por este projeto, pretendem começar com os trabalhos de gestão já este Verão. O primeiro passo consiste em melhorar o trilho pedestre que percorre parte da encosta, de forma a melhorar os acessos. Com este trabalho concluído e a sinalética interpretativa colocada, dar-se-à início à gestão ambiental.

No âmbito da gestão ambiental, a associação pretende:

  1. Ajudar no desenvolvimento da floresta já existente;
  2. Favorecer espécies vegetais mais raras ou menos representadas;
  3. Recuperar zonas mais degradadas, que estão ocupadas por plantações de eucalipto e invasoras, que ameaçam a conservação deste local a médio prazo.

Juntamente com os trabalhos de inventariação e monitorização da biodiversidade, serão também iniciadas melhorias nos habitats de várias espécies, como por exemplo:

  1. colocação de caixas-ninho para aves;
  2. abrigos para morcegos;
  3. criação de charcos para a reprodução de anfíbios.

Rede de Mini-Reservas

A Reserva Natural de Coimbra será apenas a primeira de uma rede de mini-reservas que a associação MilVoz pretende implementar.

A primeira mini-reserva pretende fazer uma demonstração dos modelos de gestão. No futuro a associação pretende replicar estes modelos de gestão ambiental em locais com habitats e espécies diferentes.

Segundo o responsável da Associação, a “rede de mini-reservas começa mas não termina em Coimbra. A maioria dos membros é da região de Coimbra, pelo que fez sentido, pela proximidade, Coimbra ser o nosso núcleo de atuação. No entanto, não fechamos portas a desenvolver projetos futuros fora da região.”

Manuel Malva alerta para o facto de que estas “iniciativas estão totalmente dependentes do contributo de cada pessoa que se identifique com o que queremos proteger e desenvolver, já que este projeto nasce precisamente da vontade de um grupo de cidadãos comuns.”


Fontes: Wilder, MilVoz

Créditos (imagem de destaque): MilVoz

Related Posts