Qual o Impacte Ambiental dos medicamentos?

Ambiente, BlogComentários fechados em Qual o Impacte Ambiental dos medicamentos?2831

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Os medicamentos não têm apenas impacte na nossa saúde, depois de tomarmos um comprimido, xarope ou aplicar uma pomada, parte desses produtos são descarregados no ambiente, através do sistema de águas residuais. O Impacte Ambiente dos medicamentos deve ser investigado e tido em conta para a sustentabilidade dos ecossistemas e da nossa própria saúde.

Os produtos farmacêuticos são substâncias que podem ser encontradas em medicamentos prescritos pelos médicos ou medicamentos que se podem adquirir sem receita médica, como xarope para a tosse, gotas para os ouvidos, pílula contracetiva, comprimidos para as dores, vacinas, entre muitos outros…

impacte ambiental dos medicamentos

Apesar dos efeitos da ingestão de produtos farmacêuticos como medicamentos estar bem estudada, a contínua ingestão dessas mesmas substâncias em quantidades mínimas em água pela população em geral, e os efeitos na vida selvagem (por exemplo peixes), são um tema receite na investigação científica. Estudos e investigações têm sido desenvolvidas para avaliar o Impacte Ambiental dos medicamentos, depois de antibióticos e hormonas de pílulas anticoncetivas terem sido encontrados em rios e lagos, e até água da torneira.

medicamentos água da torneira

Segundo o vídeo do Ecologic Institute, que pode ver no início do artigo, para ingerir a quantidade de 400 mg de um comum comprimido de Ibuprofeno teria que ingerir cerca de 200 milhões de litros de água da torneira, o equivalente a 40 piscinas olímpicas. Ainda há dúvidas sobre este tema, mas um Relatório da Organização Mundial de Saúde de 2012, concluiu que com as quantidades que se podem encontrar na água da torneira, o risco para a saúde das pessoas é pouco provável.

Como é que os medicamentos chegam aos rios?

Quando uma pessoa aplica medicação na sua pele, parte será sempre desperdiçada quando toma banho ou lava as mãos. Quando toma comprimidos, pílulas ou ampolas, uma parte é absorvida, outra é transformada pelo corpo e outra é excretada inalterada pelo nosso organismo. Todas estas substâncias vão parar ao sistema de tratamento de águas residuais.

Impacte Ambiental comprimidos medicação

Nas Estações de Tratamento de Águas Residuais alguns dos produtos farmacêuticos podem ser tratados, mas muitos outros não, levando a que acabem nos rios ou nas lamas resultantes dos tratamentos, que são depois aplicadas em campos de cultivo como fertilizante.

ETAR tratamento de água medicamentos

Quais os efeitos dos medicamentos nos ecossistemas?

Apesar do risco para a saúde da população ser reduzido, os impactes ambientais dos medicamentos nos ecossistemas de rios e lagos são reais. Por exemplo, hormonas femininas presentes na pílula contracetiva contribuem para a feminização de peixes selvagens masculinos. E baixas concentrações de medicamentos para a ansiedade afetaram o comportamento de carpas, que se tornaram menos sociáveis e começaram a comer mais rápido, tornando-as mais vulneráveis aos predadores.

Impacte Ambiental dos medicamentos peixes

Os efeitos inesperados dos impactes ambientais dos medicamentos puderam também verificar-se na Ásia. Abutres que comeram cadáveres de vacas que tinham sido tratadas com o medicamento Diclofenac, morreram. O que resultou numa queda de 90% na população.

Por estas razões é fundamental reduzir a quantidade de produtos farmacêuticos que é colocada no ambiente.

O que está a ser feito para minimizar este impacte ambiental?

Apesar do conhecimento sobre este problema ambiental emergente ser ainda reduzido, a comunidade científica tende a concordar que devemos explorar formas de limitar a introdução de produtos farmacêuticos no ambiente, antecipando uma ação no futuro.

Impacte Ambiental dos medicamentos rio

Em Portugal, a VALORMED tem a responsabilidade da gestão dos resíduos de embalagens vazias e medicamentos fora de uso. Os resíduos são recolhidos em contentores presentes nas farmácias, estes são depois selados e entregues aos distribuidores de medicamentos que os transportam para as suas instalações e os retêm em contentores estanques.

Estes contentores são depois transportados para um Centro de Triagem por um operador de gestão de resíduos. No Centro de Triagem os resíduos são separados e classificados para, finalmente, serem entregues a gestores de resíduos autorizados responsáveis pelo seu tratamento, que pode ser reciclagem (papel, plástico, vidro, compósitas) ou incineração segura, com valorização energética.

O que podemos fazer para evitar a proliferação de drogas no ambiente?

onde colocar medicamentos fora de prazo

O cidadão comum pode fazer 3 simples coisas para diminuir o impacte dos seus medicamentos no ambiente:

  1. Nunca colocar medicamentos na sanita ou lavatório;
  2. Entregar os medicamentos fora de uso ou fora de prazo numa farmácia, que são depois queimados a altas temperaturas;
  3. Evitar medicar-se a si próprio, apenas quando o médico diz para o fazer.
Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Related Posts