parede viva infraestrutura verde quai branly musee

O que são infraestruturas verdes?

Ambiente, BlogComentários fechados em O que são infraestruturas verdes?2724

A Comissão Europeia apresentou uma Estratégia para Infraestruturas Verdes, com o objetivo de proteger e valorizar o capital natural da Europa, nas zonas urbanas e rurais.

Segundo o Relatório da Revisão Intercalar da Estratégia de Biodiversidade para 2020, restaurar habitats naturais e a construção de infra-estruturas sustentáveis continuam a ser um desafio para a Europa. Por isso, a Estratégia para Infraestruturas Verdes é um passo importante para implementar a Estratégia de Biodiversidade 2020, especificamente o objetivo que afirma que os “ecossistemas e os seus serviços devem ser mantidos e melhorados através da implementação de insfraestruturas sustentáveis e remediação de pelo menos 15 % dos ecossistemas degradados“.

O que são as infraestruturas verdes?

As infraestruturas verdes podem ser definidas genericamente como uma rede de áreas naturais e semi-naturais saudáveis e estrategicamente geridas, que servem os interesses das pessoas, fornecendo uma ampla gama de serviços de ecossistemas, e protegem a biodiversidade em ambientes rurais e urbanos.

Mais especificamente, uma infraestrutura verde tem como objectivo aumentar a capacidade da natureza para fornecer múltiplos bens e serviços, tais como o ar limpo ou água potável.

infraestruturas verdes

Os tipos de elementos físicos que contribuem para a infraestrutura verde podem ser, à escala local, parques ricos em biodiversidade, jardins, telhados verdes, lagoas, cursos de água, bosques, sebes, prados, espaços industriais renovados e dunas costeiras, se proporcionarem vários serviços ecossistémicos. As pontes ecológicas e passagens para peixes são elementos de ligação. À escala regional ou nacional, grandes áreas naturais protegidas, grandes lagos, bacias hidrográficas, florestas de grande importância natural, zonas de pastagem extensas, áreas agrícolas de exploração pouco intensa, sistemas de dunas extensos e lagoas costeiras são apenas alguns dos muitos exemplos. À escala da UE, elementos transfronteiriços como bacias hidrográficas internacionais, florestas e cordilheiras são exemplos de infraestruturas verdes supranacionais da UE. Possuem uma função importante: proporcionar múltiplos benefícios ou ligar ecossistemas para que estes possam proporcionar os seus serviços.

Passagem para fauna em autoestradas

Passagem para animais numa autoestrada.

O que está em causa?

– O ser humano depende da natureza para sobreviver (alimentos, água potável, ar puro, regulação climática, etc.).

– Na sociedade europeia, estes recursos fundamentais (os chamados serviços dos ecossistemas) tendem a ser tratados (e consumidos) como bens gratuitos cujo verdadeiro valor não é plenamente apreciado.

– Temos de encontrar alternativas para garantir que este capital natural é protegido e valorizado e continua a assegurar tais benefícios.

– A abordagem assente nas infraestruturas verdes, cuja eficácia é reconhecida, inspira-se no funcionamento da natureza. Tomemos como exemplo uma planície aluvial saudável e intacta: enquanto um dique só serve para prevenir inundações, a planície aluvial também filtra a água e conserva o lençol freático, permite a prática de atividades recreativas, armazena carbono, fornece madeira e acolhe habitats naturais interligados.

– A UE propõe que esta abordagem seja aplicada de forma mais sistemática em toda a Europa.

cheias floresta infraestruturas verdes

Quem será beneficiado e como?

– A sociedade europeia – ao assegurar que os benefícios que a natureza nos oferece são tidos em conta no ordenamento do território, as infraestruturas verdes oferecem soluções ambientais economicamente vantajosas para muitos dos problemas que a nossa sociedade enfrenta.

– Os cidadãos europeus – elementos ambientais urbanos como os telhados verdes, os parques e os corredores verdes contribuem para melhorar a saúde das populações, ajudam a mitigar os problemas sociais, poupam energia, facilitam a drenagem das águas, etc.

– A biodiversidade – as infraestruturas verdes visam inverter a fragmentação e a degradação dos ecossistemas europeus decorrentes do uso não sustentável dos solos.

– A economia – as PME, em especial, promovem a eco-inovação e criam oportunidades económicas e emprego.

As infraestruturas verdes contribuem para os vários objetivos da Estratégia de Biodiversidade para 2020, em particular a implementação da Diretiva Aves e Habitats e para manter a biodiversidade nas zonas rurais e nos ambientes marinhos.

infraestrutura verde canal holanda

Exemplos de infraestruturas verdes

As principais iniciativas na Europa incluem a francesa “trame verte et bleue“, a alemã “Wiedervernetzungsprogramm“, a inglesa “room for nature”, a neerlandesa “room for the river” (que pode perceber melhor no vídeo seguinte), as redes ecológicas estónia e neerlandesa ou o Corredor verde do Baixo Danúbio do sudeste europeu.

Related Posts