fbpx

Blue Manifesto: 10 anos para salvar os oceanos

Recentemente 102 organizações ambientais europeias lideradas pela Seas At Risk, BirdLife Europe, ClientEarth, Oceana, Surfrider Foundation Europe e World Wide Fund for Nature (WWF) lançaram o Blue Manifesto, um plano para tornar os oceanos saudáveis até 2030.

Este plano propõe ações e estabelece prazos necessários para mudar o futuro dos oceanos e de zonas costeiras que se encontram degradadas e poluídas.

No final do ano de 2019, a Comissão Europeia, apresentou o Pacto Ecológico Europeu como objetivo de tornar a Europa climaticamente neutra até 2050. Estes documento enumera várias ações para aumentar o uso eficiente de recursos, passando para uma economia limpa e circular e parar as alterações climáticas, deter a perda de biodiversidade e reduzir a poluição. Descreve ainda os investimentos necessários e as ferramentas de financiamento disponíveis e explica como assegurar uma transição justa e sustentável.

Os signatários do Blue Manifesto pedem à Comissão Europeia que torne os oceanos parte integrante das estratégias de clima e biodiversidade e tome ações urgentes para proteger e restaurar as águas em todo o mundo. Para isso exigem:

  • que se proteja pelo menos 30% das áreas marinhas e costeiras vulneráveis, restringindo as atividades humanas e continuamente monitorizadas;
  • uma mudança para uma pesca de baixo impacto;
  • uma garantia de um oceano sem poluição;
  • um planeamento de atividades humanas que apoiam a restauração de ecossistemas marinhos prósperos.

O Relatório de Avaliação Global sobre a Biodiversidade e Serviços Ecossistémicos publicado também recentemente pela Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas das Nações Unidas sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistémicos, também mostra que a perda global de biodiversidade está a aumentar a um ritmo alarmante, destacando o perigoso declínio da natureza e as aceleradas taxas de extinção de espécies.

O oceano cobre 70% da superfície do planeta, atua como um reservatório vital de carbono, mitiga as alterações climáticas, regula os padrões climáticos e produz oxigénio.

Gonçalo Carvalho, coordenador executivo da Sciaena, referiu que: “O Blue Manifesto tem dois princípios muito simples e objetivos. Em primeiro lugar, o de que a Humanidade não pode adiar mais a tomada de medidas urgentes, efetivas e significativas para salvaguardar os nossos oceanos e o papel essencial que têm na vida do planeta. Em segundo lugar, o de que não basta atuar sobre uma ou duas das principais ameaças que os oceanos enfrentam, mas em todas elas.

Pode consultar as medidas exigidas pelo Blue Manisfesto, AQUI.

… o que interessa deve ser partilhado!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.