Cimeira sobre a Biodiversidade

Alterações climáticas, Ambiente, Biodiversidade, Blog, sustentabilidadeComentários fechados em Cimeira sobre a Biodiversidade355

É clara a evidência de que a nossa sociedade está intimamente ligada e depende da biodiversidade, seja para fornecimento de alimentos, água potável, medicamentos ou proteção contra eventos extremos.

Segundo o último relatório Planeta Vivo 2020, divulgado pela World Wildlife Found (WWF), o ritmo acelerado de perda e degradação da biodiversidade estão a comprometer o progresso em direção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e ao bem-estar da humanidade.

A pandemia COVID-19 destacou ainda mais a importância da relação entre as pessoas e a natureza. A vivência da situação atual lembra-nos, que quando destruímos e degradamos a biodiversidade, aumentamos o risco de propagação de doenças da vida selvagem para as pessoas. Por isso, as respostas à pandemia fornecem uma oportunidade única para mudar os comportamentos da comunidade global. Um investimento na saúde de nosso planeta é claramente um investimento no nosso próprio futuro.

Nesse contexto e com o objetivo de debater os problemas atuais sobre a biodiversidade e definir ações futuras, realizou-se na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, a 30 de setembro, a Cimeira sobre a Biodiversidade, sob o tema “Ação Urgente sobre a Biodiversidade para o Desenvolvimento Sustentável”.

O encontro aconteceu pouco tempo depois da 75ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas – ONU e pretende reunir líderes mundiais, governos locais, sociedade civil, incluindo organizações não governamentais, povos indígenas e comunidades locais, organizações comunitárias, organizações religiosas, universidades, fundações filantrópicas, jovens e o setor privado.

A realização desta Cimeira foi uma oportunidade única para demonstrar a ambição de acelerar a ação sobre a biodiversidade para o desenvolvimento sustentável e, assim, dar impulso ao desenvolvimento e adoção de um quadro de biodiversidade global eficaz pós-2020.

Em comunicado, a organização do evento explica que a estrutura de biodiversidade global pós-2020 pretende ser ambiciosa, não apenas nos objetivos e metas definidos, mas também em fornecer os meios, financeiros e outros, para atingir esses objetivos.

Programa

Painel I: Ação Urgente sobre a Biodiversidade para o Desenvolvimento Sustentável

Pontos chave:

  1. Enfrentar a perda de biodiversidade é essencial para a erradicação da pobreza, empregos sustentáveis e desenvolvimento económico.
  2. O uso sustentável e a conservação da biodiversidade são fundamentais para garantir que ninguém seja deixado para trás.
  3. A restauração da biodiversidade e a implementação de soluções baseadas na natureza são essenciais para cumprir os ODS.
  4. Ação urgente sobre a biodiversidade é necessária para todos os setores.

Painel II: Abordagem da perda de biodiversidade e integração da biodiversidade para o desenvolvimento sustentável

Pontos chave:

  1. Causas e impactos diretos da perda de biodiversidade e degradação dos ecossistemas.
  2. Ações urgentementes para lidar com a perda de biodiversidade e a necessidade de incorporá-las em todos os setores do desenvolvimento sustentável.
  3. O consumo e a produção sustentáveis.
  4. Incentivos positivos para garantir co-benefícios para a biodiversidade, sociedades e economias.
  5. Ações bem-sucedidas no local podem ser ampliadas para ajudar a lidar com a perda de biodiversidade.
  6. As abordagens para a conservação e uso sustentável da biodiversidade precisam de ser fortalecidas.

Painel II: Aproveitamento da ciência, tecnologia e inovação – Adesão e repartição de benefícios, financiamento e parcerias para a biodiversidade

Pontos chave:

  1. Maior ambição e compromisso para redirecionar os recursos existentes e fornecer recursos novos.
  2. Novos financiamentos e reaproveitamento do financiamento público e privado existente.
  3. A capacidade e a prontidão para aceder o financiamento disponível são essenciais para o uso eficaz dos recursos.
  4. Ciência e tecnologia, juntamente com o conhecimento indígena e local, podem apoiar transformações para a sustentabilidade.
  5. Os instrumentos de acesso e repartição de benefícios têm o potencial de gerar benefícios para a sociedade e a biodiversidade.
  6. Parcerias com várias partes interessadas e ações em todos os setores são essenciais para gerar resultados positivos na biodiversidade.

Mais informações sobre a Cimeira, clique AQUI.

Esta iniciativa foi considerada uma oportunidade para chefes de Estado e de Governo e outros líderes elevarem a ambição para o desenvolvimento da estrutura de biodiversidade global pós-2020 a ser adotada na 15ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica que se ira realizar em 2021.


Fonte: cbd

Related Posts