fbpx

Dia Nacional do Sobreiro e da Cortiça – 1 de junho

O Dia Nacional do Sobreiro e da Cortiça, celebra-se anualmente a 1 de junho.

Esta data surge no calendário português para assinalar o interesse de uma espécie com grande simbolismo histórico da nossa paisagem agroflorestal e elevado valor ambiental, social e económico.

Os sobreiros (Quercus suber L.) pintam parte das paisagens portuguesas, nos “Montados”, que constituem um dos mais ricos ecossistemas do mundo, tanto pela sua importância para o ambiente, como pela diversidade de espécies que neles habitam.

É uma espécie florestal bastante conhecida no território português, em grande parte devido à sua principal característica – a casca – que permite a extração de cortiça, uma das atividades económicas mais importantes do país.

Em Portugal, o sobreiro encontra-se largamente representado em várias regiões do país, com maior presença no Ribatejo e Alentejo. Ocupa 720 mil hectares do território continental e cobre 22,3% da floresta nacional (6.º Inventário Florestal Nacional), representando cerca de 46% da produção mundial de cortiça.

Pela sua importância ambiental e económica, reconhecida na Lei de Bases da Política Florestal, o sobreiro é atualmente uma espécie protegida a nível nacional, de acordo com o Decreto-Lei nº 169/2001, de 25 de maio, alterado pelo Decreto-Lei nº 155/2004, de 30 de junho.

#Sabiaque:
  • Portugal é o maior produtor mundial de cortiça;
  • Detém a maior área de presença de montado de sobro do mundo;
  • O sobreiro é conhecida como a árvore mãe da cortiça, cujo valor se estende à bolota e à importância ecológica do montado.
  • É considerado desde 2011 “Árvore Nacional de Portugal”, devido à  sua importante função na conservação do solo, na regularização do ciclo hidrológico, no armazenamento de carbono, na qualidade da água.
  • Está classificado há 40 anos como “Árvore de Interesse Público” pelo Instituto de Conservação da Natureza e Florestas – ICNF;
  • É uma espécie que pode viver até aos 250 – 300 anos.

 

Leia o nosso artigo e descubra 10 curiosidade sobre o sobreiro (Quercus suber L.).

Sugestões para celebrar o Dia Nacional do Sobreiro e da Cortiça

Descobrir o maior sobreiro do mundo

Um dos mais notáveis sobreiros do mundo é português.

É conhecido como “Árvore casamenteira” ouSobreiro Assobiador“, porque mesmo ao longe, se ouvem os assobios dos pássaros que se recolhem na sua copa.

Este sobreiro tem 239 anos e em 2018 foi distinguido como Árvore Europeia do Ano (treeoftheyear.org). Com 16,2 metros de altura e uma frondosa copa cujo diâmetro se aproxima dos 30 metros, está também inscrito no livro do Guinness como “o maior do mundo”.

Encontra-se em Águas de Moura, no Alentejo e para além da vasta sombra e do abrigo que proporciona a várias espécies de aves, destaca-se pelo seu contributo na produção de cortiça, sendo considerado o sobreiro mais produtivo a nível mundial, fornecendo cortiça suficiente para o fabrico de 100 mil rolhas.

Visitar o Observatório do Sobreiro e da Cortiça

Para celebrar este dia faça uma visita ao Observatório do Sobreiro e da Cortiça, em Coruche.

Para além de laboratórios e oficinas destinados ao estudo do sobreiro e da cortiça, o edifício acolhe também um espaço dedicado à compilação de informação relacionada com a fileira da cortiça. Na região, pode ainda explorar os percursos pedestres, observando a biodiversidade associada ao montado.

Atualmente já é possível fazer uma visita virtual ao Observatório do Sobreiro e da Cortiça: (montadodesobroecortica.pt)

Conhecer o Planet Cork

Em 2020 abriu em Gaia,  o Planet Cork, um novo museu dedicado à cortiça.

Proporcionando uma experiência interativa, este museu convida à descoberta dos mais diversos usos da cortiça, desde a exploração ancestral do sobreiro até às mais variadas aplicações, como as tradicionais rolhas de vinho ou a utilização na indústria aeroespacial.

Fontes: Florestas.pt, ICNF

A NOCTULA foi responsável pelo levantamento e caracterização de sobreiros e azinheiras, no âmbito da elaboração de um estudo de macrocondicionantes para a implantação de uma central solar fotovoltaica no sul do país.

A nossa equipa foi também responsável pela coordenação dos trabalhos de delimitação e caracterização das manchas de povoamentos de sobreiros existentes em 3 corredores alternativos da Linha Elétrica de Muito Alta Tensão (LMAT) de um projeto solar fotovoltaico.

… o que interessa deve ser partilhado!

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.