Projeto piloto da Google que permite medir os níveis de poluição atmosférica

Ambiente, Blog, Poluição atmosféricaComentários fechados em Projeto piloto da Google que permite medir os níveis de poluição atmosférica1398

Depois de ter lançado o Project Sunroof, ferramenta online que ajuda proprietários a calcular o potencial de captação de energia solar dos seus telhados, a Google divulgou recentemente que está a mapear os níveis de poluição atmosférica e a sinalizá-los no Google Earth.

Seguindo a filosofia “Do cool things that matters”, a Google pretende que este novo projeto, denominado Google Earth Outreachconsciencialize os utilizadores para a necessidade de proteger o meio ambiente.

O projeto piloto está a ser desenvolvido em parceria com a empresa Aclima e tem como objetivo, auxiliar os “cientistas e especialistas em qualidade do ar, para que estes possam usar as informações obtidas, no sentido de ajudar organizações locais, governos e reguladores, na identificação de oportunidades para alcançar soluções para melhorar a qualidade do ar”, esclareceu Karin Tucen-Bettman, responsável do programa Google Earth Outreach.

Por enquanto, o projeto ainda só reuniu informações na área de São Francisco, Los Angeles e Central Valley, nos EUA. Para reunir todos os dados desta área, foram usados os carros do Google Street View, equipados com sensores atmosféricos, que percorreram cerca de 160 mil quilómetros durante 4 mil horas.

Entre os gases medidos estão: dióxido de carbono, monóxido de carbono, dióxido de nitrogénio, óxido nítrico, ozónio, metano, carbono negro, entre outras partículas.

Com os dados recolhidos, este projeto elabora mapas que mostram a qualidade do ar nas ruas por meio de uma escala de cores que vai do amarelo (muito poluído) ao azul (pouco poluído). O nível de detalhe da medição revela que a poluição atmosférica pode variar de rua para rua.

Até ao momento já foram registados mais de 1 mil milhão de dados. Os investigadores interessados podem solicitar o acesso a todos os dados, preenchendo um formulário, contribuindo, assim, para a construção de “cidades inteligentes mais sustentáveis, para a redução dos gases com efeito de estufa que alteram o clima e a melhorar a qualidade do ar para uma vida mais saudável”, acrescenta Tucum-Bettman.

Davida Herzl, co-fundadora e CEO do Aclima, afirma que “há um potencial enorme neste projeto, no sentido de melhorar a saúde e resiliência de comunidades do mundo inteiro”.

Com este projeto audacioso, a Google e a empresa Aclima pretendem que as informações recolhidas, possam mapear a qualidade do ar de cada cidade do mundo.

A Google já tinha realizado uma experiência semelhante em Oakland, em parceria com a Environmental Defense Fund e a Universidade do Texas, de forma a identificar áreas com elevados níveis de poluição.


A NOCTULA – Consultores em Ambiente já foi responsável pela caracterização das emissões atmosféricas numa Indústria agro-alimentar.

Caso necessite de algum serviço nesta área não hesite em contactar-nos: 232 436 000 ou através do email: [email protected].


Fontes: shiftertek.sapo, tecmundo

Related Posts