fbpx

Incêndios: área ardida é um quinto da de 2013

Os incêndios florestais já destruíram uma área de 8645 hectares em 2014, cerca de um quinto do total registado no mesmo período de 2013.

O 5º Relatório provisório de incêndios florestais do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) revela que, entre 01 de janeiro e 15 de agosto, verificaram-se 5161 ocorrências (824 incêndios florestais e 4337 fogachos), que resultaram em 8645 hectares de área ardida, entre povoamentos (3910 ha) e matos (4735 ha).

Em 2013, no mesmo período em estudo, tinham sido detetadas 8997 ocorrências e 41778 hectares de área ardida.

Em comparação com os incêndios florestais dos últimos 10 anos (2004-2013), até 15 de agosto de 2014 registaram-se menos 61% de ocorrências e menos 87% de área ardida que a média da década.

O distrito do Porto foi o que teve o maior número de ocorrências em Portugal Continental, com 993 situações. No entanto, o distrito da Guarda foi a região com mais área ardida, ao chegar aos 1532 hectares, seguida pelo Porto, com 1273 hectares.

A diminuição, tanto no número de ocorrências como de área ardida, prendem-se com o facto deste ano estar a ser muito mais chuvoso que o normal (o mês de julho foi considerado o mais chuvoso deste século) e com temperaturas médias inferiores ao normal.

Conheça o Forest Fire Finder, criado por uma empresa portuguesa, é o único sistema a nível mundial que permite a identificação de fogos florestais em menos de 5 minutos após o começo do foco de incêndio. Leia mais…

… o que interessa deve ser partilhado!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.