fbpx

Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050

O Governo português, apresentou o “Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, que pretende dar resposta ao objetivo definido a nível nacional, na última Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas (COP22), em Marraquexe. Nesta Conferência, o país comprometeu-se a ser neutro em emissões de gases com  efeito de estufa (GEE) até ao final da primeira metade do século.

Assente no lema “caminho de futuro”, o objetivo geral do Roteiro consiste na elaboração de um vasto conjunto de informação e conhecimento que permita dar suporte técnico ao objetivo de atingir a neutralidade carbónica da economia Portuguesa em 2050, confirmando assim, o posicionamento de Portugal entre os países que assumem a liderança no combate às alterações climáticas.

Neutralidade carbónica

A neutralidade carbónica consiste no valor nulo de emissões líquidas de gases com efeito de estufa, tendo em conta o total nacional de emissões, constante do inventário que Portugal submete no âmbito da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (UNFCCC).

Nesse sentido, o objetivo geral deste roteiro consiste na apresentação de alternativas, tecnicamente exequíveis, economicamente viáveis e socialmente aceitáveis, que permitam a redução dos GEE até 2050.

 

O Primeiro Ministro Português, destacou a necessidade de “uma análise aprofundada da fiscalidade sobre os combustíveis, de forma a serem devidamente internalizados os impactes ambientais associados à sua utilização” e, revitalizar a taxa de carbono com o estabelecimento de preços mínimos a adotar nos próximos anos, à semelhança do que outros países europeus já fizeram.

Os trabalhos do Roteiro contemplam a definição de cenários macroeconómicos até 2050, com a modelação de emissões para os setores:

  • Eletroprodutor;
  • Transportes;
  • Energia;
  • Indústria;
  • Resíduos;
  • Agricultura;
  • Florestas.

Segundo João Pedro Matos Fernandes, ministro do ambiente, para estes setores é preciso reduzir drasticamente 85% das emissões até 2050, realçando ainda, que a prioridade do Roteiro Carbónico está na descarbonização dos transportes, que teve um impacto de 24% no total de emissões. 

O Governo quer saber quanto custa chegar à meta da neutralidade carbónica e que implicações tem na economia e na sociedade. João Pedro Matos Fernandes, reconheceu que o objetivo da neutralidade carbónica até 2050 é um desafio “ambicioso”, mas frisou que Portugal “tem de estar na linha da frente”.

O Roteiro está disponível em www.descarbonizar2050.pt, um portal que permite acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos em curso.

Através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 107/2019 de 1 de Julho, o Governo Português aprovou o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050 (RNC 2050), adotando assim o compromisso de alcançar a neutralidade carbónica em Portugal até 2050, que se traduz num balanço neutro entre emissões de gases com efeito de estufa (GEE) e o sequestro de carbono pelo uso do solo e florestas.

Potencial de aquecimento global subiu 6,8% 

Uma conclusão divulgada recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística – INE, afirma que o indicador que se baseia nos 3 gases que mais contribuem para o aquecimento global (dióxido de carbono, óxido nitroso e metano), registou em 2015 uma inversão de tendência, subindo 6,8%. Esta nova tendência é justificada pela seca que se tem feito sentir, provocando um aumento da produção de eletricidade a partir do carvão.

O INE acrescenta ainda que a subida do potencial de aquecimento global é acompanhada por um aumento do indicador de acidificação (3%) e da formação de ozono troposférico (3,1%).

Portugal apresenta o quarto mais baixo potencial de aquecimento global por pessoa da União Europeia, numa lista liderada pelo Luxemburgo, pela Estónia e pela Dinamarca.

Fontes: Descarbonizar 2050, APA, DNJornal de Negócios

… o que interessa deve ser partilhado!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.