EDPR obtém o primeiro material com origem em pás de turbinas eólicas recicladas

Blog, Energia Eólica, Energias Renováveis, ReciclagemComentários fechados em EDPR obtém o primeiro material com origem em pás de turbinas eólicas recicladas317

Em 2017 a EDP Renováveis, iniciou uma parceria com a Thermal Recycling of Composites (TRC)spin-off dConselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), para o desenvolvimento de um programa de reciclagem de pás de turbinas eólicas e promoção de um novo sistema tecnológico chamado – R3FIBER.

A empresa divulgou recentemente, que os primeiros resultados para o desenvolvimento de alternativas de máxima eficiência, para a reciclagem de pás de turbinas eólicas fora de uso, já estão disponíveis.

O programa de reciclagem já obteve o primeiro material criado graças ao novo sistema tecnológico R3FIBER. Os passos seguintes irão centrar-se na sua máxima otimização, análise de desempenho e desenho e fabricação de protótipos, em colaboração com a ELISAVA (Escola Universitária de Design e Engenharia de Barcelona) e outras entidades públicas e privadas.

Uma vez terminadas as etapas com vista à otimização da qualidade, o novo sistema poderá oferecer uma segunda vida aos ativos eólicos.

Este programa pretende aplicar-se às pás de turbinas eólicas que tenham de ser substituídas por avaria ou danos e, no futuro, aos parques eólicos da EDPR que atinjam o fim do seu ciclo de vida útil.

A tecnologia R3FIBER baseia-se no aproveitamento integral de materiais sem produção de resíduos, por meio de um processo de conversão termoquímica, que permite a transformação de resinas em combustíveis gasosos e líquidos, obtendo-se fibras de (vidro e carbono) aptas a serem reutilizadas.


Para mais informações consulte o nosso artigo: EDPR vai reciclar pás das turbinas eólicas com tecnologia R3FIBER


Segundo informações da EDPR: “Trata-se de um primeiro passo de grande importância, que permitirá o reaproveitamento das pás e a criação de materiais ligeiros de altas propriedades mecânicas, que poderão destinar-se a setores como a indústria automóvel, ferroviária, náutica, industrial, de lazer ou desportivo. No que diz respeito aos materiais gerados, estes poderão aplicar-se em painéis, assentos ou consolas para comboios, mobiliário urbano, bicicletas, barcos, etc.”

A criação deste novo material é também de grande importância ambiental, em termos de redução quer de emissões de CO2, quer do volume de resíduos em aterros. Por outro lado, esta inovação poderá ainda revolucionar o mercado dos materiais compostos.

João Manso Neto, CEO da EDP Renováveis, afirmou que este “é um grande passo no âmbito de um projeto-chave para o desenvolvimento de energia sustentável, porque apesar dos resíduos derivados de pás inutilizadas ainda serem um problema emergente, não há dúvida que esta é uma questão que irá intensificar-se no futuro (…)


Veja também o nosso artigo sobre: “O que fazer aos aerogeradores quando a sua vida termina?


Consulte os serviços que a NOCTULA – Consultores em Ambiente presta na área das Energias Renováveis: clique aqui.

A NOCTULA – Consultores em Ambiente já realizou vários trabalhos relacionados com energia eólica, nomeadamente no âmbito de sobreequipamento de parques eólicos, tendo sido responsável pelo Pedido de Enquadramento do Sobreequipamento do parque eólico do Sobrado e pela elaboração de todos os elementos do respetivo Anexo Técnico e Anexo Cartográfico.

Foi responsável pelo desenvolvimento do Estudo de Impacte Ambiental – repowering e sobreequipamento do Parque Eólico de Picos Verdes II.

Realizou o Estudo de Viabilidade Ambiental de 2 parques eólicos no centro de Portugal, foi responsável pela Monitorização de Sistemas Ecológicos (Fauna e Flora) no Parque Eólico de São Macário II, entre muitos outros projetos.

Conheça os projetos da NOCTULA – Consultores em Ambiente, aqui: http://noctula.pt/category/estudos-projetos/.

Caso necessite de algum tipo de serviço nesta área, não hesite em contactar-nos.


Fonte: EDP Renováveis 

Imagem de destaque: EDP Renováveis

Related Posts