aerogeradores

Monitorização de morcegos – parque eólico do Sobrado

ProjetosComentários fechados em Monitorização de morcegos – parque eólico do Sobrado1619

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

A NOCTULA – Consultores em Ambiente é responsável pela monitorização da atividade e mortalidade de quirópteros (morcegos) no parque eólico do Sobrado.

O projeto constitui o Plano de Monitorização de Quirópteros (PMQ) a implementar com periodicidade trienal durante a fase de exploração do parque eólico do Sobrado (2014 a 2029), plano este desenvolvido no seguimento rigoroso das diretrizes expostas na Declaração de Impacte Ambiental (DIA), emitida para o projeto em estudo, e nas orientações gerais fornecidas pelo ex-ICNB, atual ICNF.

O empreendimento de produção eólica, atualmente em fase de exploração, teve como proponente e promotor a empresa Construtora da Nova EnergieKontor Lda., encontrando-se localizado na serra de Montemuro, no concelho de Castro Daire, na Região de Dão-Lafões.

A implementação do Plano de Monitorização de Quirópteros do parque eólico do Sobrado tem como objetivo a avaliação dos efeitos do projeto a longo prazo sobre os quirópteros, determinando o grau de alteração das comunidades e a mortalidade induzida pelo funcionamento do projeto. Para esta avaliação contribuiu a caracterização da comunidade de quirópteros realizada durante o ano de 2007 (situação de referência) e durante os anos de 2009, 2010 e 2011 (3 primeiros anos da fase de exploração) na área de implantação do projeto com vista à obtenção de dados que servissem de base à avaliação de impactes, por comparação entre as diferentes fases do projeto.

aerogerador

Parâmetros a monitorizar

De acordo com os objetivos do Plano de Monitorização de Quirópteros, com as diretrizes constantes na DIA e no sítio da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e com as orientações gerais fornecidas pelo ICNF, considerou-se importante a monitorização dos seguintes parâmetros:

1. Determinação da utilização que as várias espécies de quirópteros fazem da área de estudo, a nível espacial e temporal, em função do funcionamento ou não dos aerogeradores;

2. Inventariação dos abrigos existentes na área do parque eólico e áreas envolventes, devendo incluir-se os abrigos de espécies cavernícolas, fissurícolas e arborícolas;

3. Contabilização do número de indivíduos mortos, através da realização de campanhas de prospeção na área envolvente aos aerogeradores;

4. Estimativa da mortalidade potencial de acordo com as taxas de eficiência das contagens de cadáveres (taxas de detetabilidade) e da sua decomposição/remoção por predadores.

Leia o artigo sobre “Porque morrem os morcegos nos parques eólicos“.

Caso necessite de algum serviço nesta área não hesite em contactar-nos: 232 436 000 ou através do email: info@noctula.pt.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Related Posts