natureza na europa

O Estado da Natureza na Europa

Ambiente, BlogComments (2)1544

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

A Comissão Europeia publicou em maio de 2015 um relatório intitulado “The State of Nature in the EU”, descrevendo os resultados dos vários países referentes às conservação da natureza na Europa.

Nos últimos 25 anos, a União Europeia (UE) tem criado uma vasta rede de 26 000 áreas protegidas, totalizando uma área de mais de 750 000 km2, ou seja, 18% da sua área total. Conhecida como Natura 2000, é a maior rede de áreas protegidas do mundo, e um testemunho da importância que os cidadãos europeus dão à biodiversidade.

natura 2000

De seis em seis anos, os Estados-Membros da UE apresentam um relatório sobre o estado de conservação das espécies e dos tipos de habitats protegidos ao abrigo das diretivas. O relatório abrange todas as espécies de aves selvagens (cerca de 240), 231 tipos de habitats e mais de 1200 outras espécies com interesse para a UE. Os resultados das várias nações foram publicados pela Comissão Europeia num relatório intitulado “The State of Nature in the EU”, ou seja, “O Estado da Natureza na UE”, em maio de 2015.

Este relatório é a primeira avaliação que cobre tanto a Diretiva «Aves» como a Diretiva «Habitats». Resulta de uma colaboração sem precedentes entre os Estados-Membros com vista à recolha de dados e à avaliação da natureza no período 2007-2012.

Relativamente às aves, o relatório conclui que mais de metade de todas as espécies de aves selvagens avaliadas (52 %) tem um estatuto seguro. No entanto, cerca de 17 % das espécies continuam a estar ameaçadas e aproximadamente 15 % estão quase ameaçadas, em declínio ou depauperadas. Nestas incluem-se espécies outrora comuns nas terras agrícolas, como a laverca (Alauda arvensis) e o maçarico-de-bico-direito (Limosa limosa).

natureza na europa

No que diz respeito às outras espécies protegidas ao abrigo da Diretiva «Habitats», a avaliação de quase um quarto (23 %) foi favorável. No entanto, mais de metade das espécies (60 %) encontra-se ainda num estado de conservação desfavorável (42 % em estado desfavorável-inadequado e 18 % em estado desfavorável-mau). Os prados, as zonas húmidas e os habitats de dunas são motivo de especial preocupação.

As principais ameaças identificadas para os habitats são determinadas práticas agrícolas (incluindo a modificação das práticas de cultivo, o sobrepastoreio, o abandono dos sistemas de pastoreio, a fertilização e os pesticidas) e as modificações das condições naturais provocadas pelo homem (na sua maioria relacionadas com alterações hidrológicas).

Para consultar o Relatório Técnico: “The State of Nature in the European Union”.

Para consultar a Brochura do Relatório: “The State of Nature in the EU”.


Um dos serviços da NOCTULA – Consultores em Ambiente é a Monitorização de Sistemas Ecológicos, nomeadamente Monitorização de Aves e Monitorização de Flora, Vegetação e Habitats.

Se necessitar de algum serviço nesta área não hesite em contactar-nos.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInBuffer this pagePin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Related Posts