Atlantis Test Center: O primeiro centro europeu para testes de robôs em Parques Eólicos Offshore

Ambiente, Blog, Eficiência Energética, Energia, Energia Eólica, Energia Renovável Offshore, Energias Renováveis, Energias Renováveis OceânicasComentários fechados em Atlantis Test Center: O primeiro centro europeu para testes de robôs em Parques Eólicos Offshore171

Tal como os projetos eólicos onshore (parques eólicos localizados em terra), também o investimento em instalações que recorrem à energia eólica offshore (parques eólicos localizados em alto mar), contribuem fortemente para a diminuição da dependência dos combustíveis fósseis e para a descarbonização da sociedade.

Prevê-se que a capacidade instalada na Europa triplique durante a próxima década, fruto de novas concessões, do crescimento dos parques eólicos e do desenvolvimento de novas tecnologias.

Portugal irá dar um forte contributo para o crescimento desta setor, com o arranque do primeiro parque eólico offshore, assente numa plataforma flutuante. Os trabalhos de instalação das turbinas no parque WindFloat Atlantic já iniciaram e em breve estará 100% operacional. Este parque eólico offshore vai ter uma capacidade total de 25 megawatts (MW), composto por três turbinas localizadas a 20 quilómetros ao largo da costa de Viana de Castelo.

  1. Em que consiste a tecnologia WindFloat?
  2. Quais as vantagens desta tecnologia?
  3. Fases de projeto WindFloat Atlantic.

Saiba mais sobre este projeto através do artigo: Projeto Windfloat Atlantic: O primeiro Parque Eólico Marítimo em Portugal.

Atlantis Test Center

(Centro Europeu para testes de robôs em Parques Eólicos Offshore)

O primeiro Centro Europeu para testar robôs em parques eólicos offshore, vai ser criado em Portugal, mais precisamente em Viana do Castelo. Este centro é uma iniciativa do projeto Europeu Atlantis e terá uma importância estratégica para o roteiro científico da robótica em toda a Europa.

A sua localização em Viana do Castelo também é estratégica, pois é ao largo da costa minhota que está a ser construído o primeiro parque eólico offshore assente numa plataforma flutuante – WindFloat Atlantic.

O projeto Europeu Atlantis – The Atlantic Testing Platform for Maritime Robotics: New Frontiers for Inspection and Maintenance of Offshore Energy Infrastructures, liderado pelo Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), conta com a com participação da EDP (NEW – Centre For New Energy Technologies) e vem reforçar o desenvolvimento de tecnologias de monitorização e manutenção de infraestruturas eólicas no mar.

O centro de testes, intitulado de Atlantis Test Center, vai possibilitar a validação de soluções robóticas nas condições climatéricas mais extremas do Oceano Atlântico, em especial nos trabalhos de inspeção e manutenção das infraestruturas eólicas offshore.

Foco

O foco deste projeto será a inspeção, manutenção e reparação de infraestruturas eólicas offshore, onde diversos robôs autónomos (subaquáticos, de superfície e aéreos) serão desenvolvidos e testados em diversos cenários industriais, como, por exemplo:

  1. na inspeção de cabos de amarração;
  2. na monitorização de estruturas subaquáticas;
  3. na limpeza de turbinas.

Objetivo

Este projeto pioneiro na Europa tem como objetivo principal demonstrar as tecnologias e soluções robóticas que são essenciais à inspeção e manutenção de parques eólicos offshore de todo o mundo.

A utilização de soluções robóticas neste setor pretende mitigar riscos e diminuir os custos de operação e manutenção dos parques eólicos offshore, nomeadamente em águas profundas, contribuindo também para a redução do custo normalizado de energia (Levelized Cost of Energy).

Andry Maykol Pinto,coordenador do projeto e investigador no INESC TEC, explicou que o “Atlantis Test Center permitirá quantificar o valor acrescentado de nova tecnologia robótica e acelerar a sua integração no setor da energia eólica marítima. O projeto assenta numa verdadeira simbiose entre as indústrias da energia e da robótica marinha.”

Andry Maykol Pinto, afirma ainda que “o Atlantis Test Center será uma excelente oportunidade para as pequenas e médias empresas que desenvolvam tecnologias capazes de reforçar a sustentabilidade do setor eólico marítimo, pois terão a possibilidade de avaliarem experimentalmente os seus produtos e adequarem a sua oferta às necessidades e expetativas de um mercado emergente”.

No âmbito deste projeto, com duração prevista de três anos, o centro utilizará o parque WindFloat Atlantic para validar e demonstrar aplicações robóticas, desenvolvidas por centros de investigação, por empresas tecnológicas ou membros do consórcio, que contribuam para a sustentabilidade do setor.

Para além do INESC TEC e da EDP, o consórcio deste projeto inclui mais oito parceiros de 5 países:

  1. Teknologian Tutkimuskeskus VTT e ABB OY (Finlândia);
  2. Principle Power France e ECA Robotics (França);
  3. Space Application Services NV (Bélgica);
  4. IQUA Robotics e Universitat de Girona (Espanha);
  5. RINA Consulting SPA (Itália).

NOCTULA – Consultores em Ambiente presta diversos serviços no setor das Energias Renováveis (Eólica, Solar e Hídrica).

Consulte os nossos serviços aqui. Para conhecer alguns dos nossos trabalhos, clique aqui.

Caso necessite de algum serviço não hesite em contactar-nos: 232 436 000 ou através do email: [email protected].

energias renováveis, energia eólica, energia solar


Fontes: O Instalador

Related Posts