fbpx

LIFE Azores Natura – O novo projeto de Proteção Ativa e Gestão Integrada da Rede Natura 2000

Apresentado pela Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, o projeto LIFE Azores Natura – Proteção Ativa e Gestão Integrada da Rede Natura 2000, vai implementar ao longo dos próximos 9 anos, diversas medidas de conservação e preservação ambiental no arquipélago dos Açores.

Este novo projeto LIFE, faz parte de um grupo de 12 projetos ambientais e de ação climática aprovados pela Comissão Europeia, para 10 Estados-Membros.

O Comissário para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, afirmou que o “investimento nos novos projetos ajudará os Estados-Membros a explorar os recursos, de forma a responder às preocupações dos cidadãos sobre a qualidade do ar e da água e deter a perda biodiversidade”.

Para além de Portugal, o financiamento apoiará projetos na Áustria, Bulgária, República Checa, Estónia, Finlândia, Grécia, Hungria, Itália e a Eslovénia.

Estes projetos têm como objetivo ajudar os Estados-Membros a cumprir a legislação da UE em cinco áreas:

  • natureza (área onde Portugal está integrado)
  • água
  • ar
  • redução de emissões de gases com efeito estufa (GEE)
  • adaptação às alterações climáticas.

 

No que diz respeito ao projeto LIFE Azores Natura, a coordenação ficará a cargo da Direção Regional do Ambiente em parceria com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), a Direção Regional dos Assuntos do Mar e ainda com a Azorina, uma associação criada pelo governo Açoriano para gerir os centros ambientais e as áreas protegidas do arquipélago.

Atualmente a Rede Natura 2000 nos Açores tem 41 áreas, representando uma área total de 804 km2 (427 km2 terrestres e 377 km2 marinhos) e inclui:

  • 3 sítios de interesse comunitário (2 marinhos e 1 terrestre);
  • 23 zonas de especial conservação;
  • 15 zonas de proteção especial.

 

Durante a implementação do PAF (Prioritized Action Framework | Quadro de ação prioritária) para a Natura 2000 à escala regional, foram identificadas diversas lacunas que impediram a realização dos objetivos propostos. A maioria das lacunas detetadas estão relacionadas com a falta de conhecimento ou informação sobre algumas espécies e tipos de habitat e falta de recursos humanos e materiais para empreender ações de conservação.

O principal objetivo do LIFE Azores Natura é criar uma base para a implementação do PAF proposto para a Região Autónoma dos Açores.

LIFE Azores Natura – Ações previstas

Melhoria do estatuto de conservação de 13 tipos de habitat e de 24 espécies protegidas pelas diretivas Aves e Habitats, incluindo flora e fauna únicas para as ilhas, como o Priôlo (Pyrrhula murina), espécie endémica da ilha de São Miguel e a floresta laurissilva nativa onde esta espécie vive;

Priôlo do Açores – Fonte: Avesdosazores

Melhorias no habitat previstas no Plano de Ação para o Dom-fafe dos Açores (pyrrhula pyrrhula) de forma a garantir o seu estado de conservação;

Promover ações de controle | erradicação de espécies exóticas invasoras (IAS);

Colmatar lacunas na informação sobre a distribuição, estado de conservação e ameaças para espécies e habitats específicos, nomeadamente a monitorização de espécies marinhas e o manuseamento de espécies protegidas, como é o caso das tartarugas marinhas;

Executar ações de conservação, particularmente na conservação de sementes de 80% das espécies endémicas dos Açores;

 Reforçar a capacidade de vigilância e Gestão da Rede Natura 2000;

 Desenvolver uma base de dados SIG (Sistema de Informação Geográfica) para a gestão da Natura 2000;

Sensibilizar a população local, para a importância de conservação da Natura 2000 e o seu potencial como instrumento para um desenvolvimento rural sustentável;

Ação-piloto em La Palma, nas ilhas Canárias, tendo em conta que o arquipélago espanhol também faz parte da região da Macaronésia. Essa ação prevê o controlo e erradicação de espécies exóticas que ameaçam também os Açores, trabalhos que serão desenvolvidos pela Fundação Canária – Reserva Mundial da Biosfera de La Palma;

Aumento do conhecimento útil e melhoria do estatuto de conservação, especialmente para a flora endémica, para o Morcego-dos-Açores (Nyctalus azoreum) e para o Cavado – lagosta mediterrânica (Scyllarides latus), o único invertebrado marinho listado na diretiva Habitats;

Morcego-dos-Açores | Fonte: Plataforma flickr

Aumento de populações de 12 espécies de flora alvo em 25% e reavaliação do seu estado de conservação, de forma a passar do estado de conservação desfavorável para favorável;

Aumento de áreas de 4 tipos de habitats-alvo em pelo menos 204 hectares, com estado de conservação reavaliado de desfavorável para favorável.

Aumento da área de 2 tipos de habitats prioritários (lagoas costeiras e prados salgados do Mediterrâneo) em 40%;

Criação de 124 hectares de corredores ecológicos para garantir o estado de conservação de 9 habitats protegidos;

 Melhorar habitats com mais de 24 hectares para 7 espécies de aves marinhas e 120 hectares para Pyrrhula murina;

 Erradicação de plantas (IAS – espécies exóticas invasoras) e redução ou erradicação de coelhos selvagens e ratos;

Elaboração e aprovação do novo PAF (Prioritized Action Framework | Quadro de ação prioritária) para a Natura 2000 nos Açores para o período de 2026 2031.

Fontes: Europa.eu, ec.europa.euWilder

A NOCTULA – Consultores em Ambiente presta serviços de monitorização e investigação direcionados à Flora, Vegetação e Habitats Naturais.

  1. Identificação da presença de espécies RELAPE;
  2. Acompanhamento da recuperação do coberto vegetal em áreas intervencionadas;
  3. Levantamentos e catálogos florísticos.

Alguns dos nossos trabalhos neste âmbito:

 

 

Caso necessite de algum serviço nesta área não hesite em contactar-nos: 232 436 000 ou através do email: info@noctula.pt.

… o que interessa deve ser partilhado!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.