O Guia Essencial para perceber a Energia Solar

O Sol é uma fonte de energia renovável, ou seja, um recurso natural que se renova constantemente. A energia solar, tal como as outras energias renováveisevita a importação de combustíveis fósseis, como o carvão e gás natural para gerar eletricidade, poupando dinheiro ao país e evitando a emissão de gases com efeito de estufa.

O Sol fornece anualmente ao planeta Terra, uma quantidade enorme de energia (avaliada em 1,5 x 1018 kWh), correspondente a cerca de 10 000 vezes o consumo mundial de energia verificado nesse mesmo período. No entanto, esta fonte é considerada demasiado dispersa, com as vantagens e os inconvenientes dai decorrentes. Entre os inconvenientes refira-se sem dúvida, a necessidade de grandes superfícies de captação para o seu aproveitamento. A sua grande vantagem reside no facto de se tratar de uma fonte de energia repartida equitativamente.

paineis fotovoltaicos energia solar

Em apenas um segundo o sol produz mais energia (internamente) que toda energia usada pela humanidade desde o começo dos tempos.

A energia solar pode ser utilizada diretamente para aquecer e iluminar edifícios, aquecer água de piscinas, sobretudo em equipamentos sociais, para fornecimento de água quente sanitária nos setores doméstico, serviços, indústria e agropecuária.

A energia solar também possibilita a produção de elevadas temperaturas para produção de vapor de processo ou geração de eletricidade, através de tecnologias de concentração da radiação. Através do efeito fotovoltaico converte-se a radiação solar em energia elétrica.

Como está a Energia Solar em Portugal?

Em Portugal, o potencial disponível é bastante considerável, sendo um dos países da Europa com melhores condições para aproveitamento deste recurso, dispondo de um número médio anual de horas de Sol, variável entre 2200 e 3000, no continente, e entre 1700 e 2200, nos arquipélagos dos Açores e da Madeira, respetivamente. Para comparação, na Alemanha, por exemplo, este indicador varia entre 1200 e 1700 horas.

As regiões portuguesas com maior radiação solar são o Algarve, o Alentejo e a Madeira. Em 2014, a região do Alentejo foi responsável por 38% da produção fotovoltaica nacional.

Especificamente em Lisboa, num plano inclinado de cerca de 40º e orientado a Sul, o valor médio diário de potência da radiação solar global (radiação direta e radiação difusa) é de 414 W/m2.

Desde o início de 2015 que é permitido o autoconsumo de energia em Portugal. Neste modelo, a energia elétrica produzida é consumida predominantemente pelo próprio produtor, embora haja a possibilidade de injetar o remanescente na Rede Elétrica.

Apesar do grande potencial da energia solar em Portugal, este recurso tem sido mal aproveitado no nosso país.

Como funciona a Energia Solar?

A produção de eletricidade usando o Sol é possível através de painéis solares fotovoltaicos ou de painéis solares térmicos. No primeiro caso, as células fotovoltaicas ao receberem os raios solares transformam-nos em eletricidade, graças aos metais específicos utilizados no seu fabrico. No segundo caso, usam-se espelhos que concentram a luz solar para aquecer um fluido, gerando vapor que faz rodar as pás de uma turbina, criando um movimento de rotação do eixo do gerador que produz eletricidade.

O Sol também pode ser usado para aquecer as águas domésticas, ou de processos industriais evitando o uso de eletricidade ou de gás.

Porque é que a energia solar é subaproveitada?

Considerando que a energia solar está disponível de forma absolutamente gratuita, é legítimo perguntar porque é que o seu aproveitamento é tão limitado. O problema é que a energia solar apresenta-se sob a forma disseminada e a sua captação, pelo menos para potências elevadas, requer infraestruturas complexas e dispendiosas.

Apesar das grandes vantagens ambientais, a energia solar apresenta também algumas desvantagens.

Vantagens da Energia Solar

– A energia solar não polui durante a sua exploração. A poluição decorrente da fabricação dos equipamentos necessários para a construção dos painéis solares é controlável.

– A radiação solar é gratuita e abundante.

– As centrais solares necessitam de pouca manutenção.

– A tecnologia dos painéis solares é cada vez melhor, sendo cada vez mais potentes e com um custo acessível.

– A energia solar é uma excelente solução para lugares remotos ou de difícil acesso, pois a sua instalação em pequena escala não obriga a grandes investimentos em linhas de transmissão.

– Em países como Portugal, com grande número de horas de sol, a utilização da energia solar é viável em praticamente todo o território.

Desvantagens da Energia Solar

– A produção de energia está muito dependente com a situação meteorológica (dias nublados, chuva, neve), além de que durante a noite não existe produção alguma, o que obriga a que existam meios de armazenamento da energia produzida durante o dia em locais onde os painéis solares não estejam ligados à rede de transmissão de energia.

– Locais em latitudes médias e altas (Ex: Finlândia, Islândia, Nova Zelândia e Sul da Argentina e Chile) sofrem quedas bruscas de produção durante os meses de Inverno devido à menor disponibilidade diária de radiação solar. Locais com frequente cobertura de nuvens (Londres), tendem a ter variações diárias de produção de acordo com o grau de nebulosidade.

– As formas de armazenamento da energia solar são pouco eficientes quando comparadas com os combustíveis fósseis (carvão, petróleo e gás), e a energia hidroelétrica (água).

NOCTULA – Consultores em Ambiente presta diversos serviços para o setor da Energia Solar, em todas as áreas de intervenção:

  • Pedido de Enquadramento no Procedimento de Avaliação de Impacte Ambiental (AIA);
  • Estudos relacionados com os procedimentos de Avaliação de Impactes (EIA) e Incidências Ambientais (EIncA);
  • Relatórios de Conformidade Ambiental do Projeto de Execução (RECAPE);
  • Elaboração e Implementação de Medidas Minimizadoras e Compensatórias.

 

Alguns projetos já realizados:

 

Caso necessite de algum serviço nestas áreas, não hesite em contactar-nos: 232 436 000 ou através do email: info@noctula.pt.

… o que interessa deve ser partilhado!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.