fbpx

Flora e Vegetação – Sobreequipamento do Parque Eólico de Testos

A NOCTULA – Consultores em Ambiente foi responsável pela coordenação dos trabalhos de monitorização de flora e vegetação com interesse conservacionista, em fase de caracterização da situação de referência do Sobreequipamento do Parque Eólico de Testos.

O estudo na área definida para o projeto de Sobreequipamento do Parque Eólico de Testos e a sua envolvente, teve como objetivos:

  1. Conhecer a diversidade florística;
  2. Efetuar uma análise da flora RELAPE (espécies Raras, Endémicas, Localizadas, Ameaçadas ou em Perigo de Extinção) no que diz respeito às espécies presentes, ao número de indivíduos e à sua localização geográfica;

 

A área de estudo contemplou a instalação de 2 aerogeradores com 2MW e das respetivas infraestruturas associadas (acessos e valas de cabos). No período em que decorreram as monitorizações, este Parque Eólico era constituído por 12 aerogeradores.

Os trabalhos de campo decorreram entre abril e junho de 2016 de forma a abranger o período de floração dos taxa RELAPE, potencialmente ocorrentes na área de estudo.

É na fase de construção que ocorre a quase totalidade das ações associadas ao projeto geradoras de potenciais impactes ao nível da flora e da vegetação.

De acordo com as monitorizações efetuadas, as situações mais sensíveis estarão relacionadas com a proximidade de alguns dos núcleos das espécies Narcissus triandrus, Quercus pyrenaica e Scrophularia sublyrata ao acesso e à plataforma.

Para que o valor ecológico da área possa ser mantido, devem ser cumpridas as medidas de minimização indicadas no relatório de monitorização.

Conheça um outro trabalho realizado pela equipa da NOCTULA no Parque Eólico Testos II: Atividade e mortalidade de Aves e Quirópteros – Parque Eólico Testos II.

Pretende fazer o sobreequipamento do seu parque eólico?

O sobreequipamento de parques eólicos em fase de exploração, ou seja, a instalação de novos aerogeradores destinados a obter um aumento da potência instalada, é uma forma de rentabilizar as infraestruturas já existentes.

O processo de sobreequipamento fica sujeito à aplicação do Decreto-Lei n.º 94/2014, de 24 de junho, que substituiu o Decreto-Lei n.º 51/2010, de 20 de Maio e estabelece a disciplina aplicável à potência adicional e à energia adicional, ao sobreequipamento e à energia do sobreequipamento de centros eletroprodutores eólicos cuja energia elétrica seja remunerada por um regime de remuneração garantida.

Este processo depende ainda da Portaria n.º 102/2015, de 7 de abril, que estabelece os procedimentos para injeção de energia adicional e para autorização do sobreequipamento de centros eletroprodutores eólicos.

A 3 de setembro de 2018, o Governo, decidiu implementar um novo decreto através da portaria 246/2018, por considerar que a Portaria n.º 102/2015, de 7 de abril não explica em detalhe os critérios de decisão de autorização, deixando uma aparentemente muito grande margem de discricionariedade para a Administração.


A NOCTULA – Consultores em Ambiente presta serviços de monitorização e investigação direcionados à Flora, Vegetação e Habitats naturais.

  1. Identificação da presença de espécies RELAPE;
  2. Acompanhamento da recuperação do coberto vegetal em áreas intervencionadas;
  3. Levantamentos e catálogos florísticos.

 

A nossa equipa já coordenou vários trabalhos neste âmbito, nomeadamente:

 

Caso necessite de algum serviço nesta área não hesite em contactar-nos: 232 436 000 ou através do email: info@noctula.pt.

… o que interessa deve ser partilhado!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.