Energia Eólica: Novo Atlas Global do Vento

Blog, Energia Eólica, Energia Solar, Energias RenováveisComentários fechados em Energia Eólica: Novo Atlas Global do Vento485

No final do ano 2017 foi lançado pelo Banco Mundial e a Universidade Técnica da Dinamarca (DTU) o novo Atlas Global do Vento, uma ferramenta online de acesso gratuito que permite aos decisores e investidores identificar potenciais áreas para a produção de energia eólica e realizar cálculos preliminares virtualmente, em qualquer parte do mundo.

A nova ferramenta – GWA 2.0, representa uma grande atualização da primeira versão do Global Wind Atlas (GWA 1.0), lançado em 2015. É baseada nas mais recentes tecnologias de modelação, que combinam dados climáticos de vento com informação do terreno de alta resolução (fatores que influenciam o vento, tanto em vales como em montanhas).

O GWA 2.0 foi projetado especificamente para o planeamento e modelação de Energia Eólica em escalas nacionais, regionais e globais.  No entanto, não pode ser usado para previsão precisa de turbinas eólicas e parques eólicos específicos, embora possa fornecer informações valiosas para a preparação de projetos e campanhas de medição.

A principal diferença em relação ao GWA 1.0 é que os dados climáticos do vento para a modelação em micro-escala agora provêm de modelação meso-escala de 9 km feita pela Vortex SL.

A nova ferramenta online permite:

1) Fornecer dados de recursos eólicos para efeitos de alta resolução;

2) Acesso a mapas globais, nacionais e regionais de alta resolução e a dados de sistemas de informação geográfica (SIG);

3) Uso de um modelo em microescala para capturar a variabilidade da velocidade do vento em pequena escala (crucial para melhores estimativas do recurso eólico total).

4) Fornecer novos dados globais de recursos eólicos, que contabilizam o fator climatologia de alta resolução e topografia e utilizam uma metodologia unificada e documenta.


Pode consultar as perguntas frequentes, aqui: globalwindatlas.


O projeto foi financiado pelo Energy Sector Management Assistance Program (ESMAP), baseado no mecanismo de Recursos de Energia Renovável que inclui Biomassa, pequena energia Hidroeléctrica, Solar e Eólica. Este fundo fiduciário de multidoadores é administrado pelo Banco Mundial em estreita parceria com a DTU Wind Energy.

Espera-se que o Atlas Global do Vento permita aos Governos pouparem milhões de dólares, evitando a necessidade prévia do mapeamento nacional do recurso eólico. O Atlas irá permitirá também a comparação do potencial de recurso eólico entre várias regiões ou países.

A nova ferramenta irá ajudar os Governos a tomar conhecimento do potencial eólico e perceber de que forma a energia eólica pode ser incluída no mix energético.

Há semelhança do Altlas Global do Vento, o Banco Mundial e a Corporação Financeira Internacional, disponibilizam também o Atlas Global Solar.

O objetivo principal deste Atlas Solar consiste em fornecer a todos os utilizadores, acesso rápido e fácil dos dados solares, de forma a apoiar a ampliação da Energia Solar nos países com maior potencial.

O Banco Mundial selecionou a  Solargis como seu fornecedor global de dados solares e serviços relacionados de avaliação de energia solar.

As camadas SIG (sistema de informação geográfica) e os mapas disponibilizados mostram o potencial de recursos solares, globais, regionais e nacionais.


A NOCTULA – Consultores em Ambiente no setor das Energias Renováveis 

A NOCTULA já foi responsável por vários projetos no âmbito da Energia Solar e Energia Eólica.

Conheça alguns dos projetos desenvolvidos pela NOCTULA:

Energia Solar

1) Licenciamento de Central Fotovoltaica em Vila do Bispo

2) Estudo de Incidências Ambientais da Central Fotovoltaica de Ovar

3) Pedido de Enquadramento em AIA – Central Solar da Vidigueira

4) Pedido de Enquadramento em AIA – Central Solar Fotovoltaica de Selmes

5) Gestão ambiental e acompanhamento arqueológico: Central Fotovoltaica Ovar

Energia Eólica

1) Estudo de Incidências Ambientais – Repowering do Parque Eólico Picos Verdes I

2) Estudo de Impacte Ambiental – repowering e sobreequipamento do Parque Eólico de Picos Verdes II

3) Prospeção de mortalidade de aves e quirópteros – Parque eólico


Fonte: Aler-renovaveis, Global Wind Atlas

Related Posts