fbpx

Estudo de Incidências Ambientais da Central Fotovoltaica de Ovar

A NOCTULA – Consultores em Ambiente foi responsável pela elaboração do Estudo de Incidências Ambientais (EIncA) relativo ao projeto da Central Fotovoltaica em Ovar.

A Central Fotovoltaica da Marinha tem como objetivo a produção de energia elétrica a partir de uma fonte renovável e não poluente – a energia solar, contribuindo para a diversificação das fontes energéticas do país e para o cumprimento do Protocolo de Quioto, aprovado no âmbito das Nações Unidas em 1997.

Adicionalmente, o empreendimento em estudo será responsável pela diminuição das emissões de CO2 e de outros poluentes associados à produção de energia elétrica por outras fontes, nomeadamente a termoeléctrica. A realização do projeto evitará a emissão para a atmosfera de 1300 toneladas de CO2 por ano.

A área de implantação da Central Fotovoltaica da Marinha insere-se em Espaço Florestal Existente, abrangendo parcialmente uma área classificada como Reserva Ecológica Nacional (REN), nomeadamente áreas estratégicas de proteção e recarga de aquíferos, conforme disposto no Anexo I, Secção II, do Decreto-Lei n.º 166/2008, de 22 de agosto, na redação dada pelo Decreto-Lei n.º 239/2012 de 2 de novembro, pelo que ficou sujeito a um procedimento de Avaliação de Incidências Ambientais de forma a consubstanciar o seu licenciamento.

A área de implantação da Central Fotovoltaica da Marinha insere-se em Espaço Florestal Existente, abrangendo parcialmente uma área classificada como Reserva Ecológica Nacional (REN), nomeadamente áreas estratégicas de proteção e recarga de aquíferos, conforme disposto no Anexo I, Secção II, do Decreto-Lei n.º 166/2008, de 22 de agosto, na redação dada pelo Decreto-Lei n.º 239/2012 de 2 de novembro, pelo que ficou sujeito a um procedimento de Avaliação de Incidências Ambientais de forma a consubstanciar o seu licenciamento.

O Estudo de Incidências Ambientais (EIncA) foi aprovado pela CCDR-C no final de janeiro de 2014.

A manutenção dos painéis fotovoltaicos é muito importante para manter a eficiência dos mesmos. Podem produzir até menos 35% de energia quando estão sujos. Aqui fica uma solução aplicada na Ketura Sun, uma grande central de energia solar em Israel: http://goo.gl/hA4PZN.

… o que interessa deve ser partilhado!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.