fbpx

Projeto LIFE que protege a Águia-Imperial Ibérica

As autoridades europeias deram autorização para prolongar até 2020, as ações de preservação da Águia-Imperial Ibérica (Aquila adalbertis).

Co-financiado por fundos europeus, o projeto LIFE Imperial desenvolve-se em vários concelhos do Tejo Internacional (Beira Baixa) e do Alto e Baixo Alentejo, onde a Águia-Imperial Ibérica se reproduz.

A grande meta deste projeto consiste em estabelecer as bases para o aumento da população desta ave de rapina, que em Portugal está classificada como “Criticamente em Perigo” e é considerada uma das aves de rapina mais ameaçadas da Europa e uma das mais raras do mundo.

Após uma ausência de cerca de 20 anos enquanto reprodutora, a Águia-Imperial Ibérica voltou a nidificar em Portugal em 2003.

O número de casais reprodutores de Águia-Imperial tem aumentado, em média, um casal por ano. Em 2018, confirmou-se a presença de pelo menos 17 casais em território português, mais dois que no ano anterior.

Distribuição da Águia-imperial-ibérica em Portugal (dados de 2018)

Os responsáveis pelo projeto consideram que este aumento podia ser mais elevado, como sucede em Espanha, no entanto, o território português enfrenta várias ameaças, como o envenenamento e a falta de presas.

Ações a concretizadas

Paulo Marques, da Liga para a Proteção da Natureza (LPN) e coordenador do projeto, diz que em primeiro lugar, é necessário investir nas medidas de gestão do habitat que são importantes para a águia, como por exemplo, o aumento de coelhos. O coordenador explica que o coelho “é um alimento essencial para esta espécie e muito importante para que as águia-imperiais se reproduzam com sucesso”.

Para que esta ação de preservação tenha sucesso, a equipa vai continuar, com a construção de maroços, que consistem em abrigos para coelhos feitos com pedras, ramos ou outros materiais e onde estes se podem proteger dos predadores e reproduzir. Em muitos locais onde ocorre a águia-imperial, “a estrutura do solo é muito pobre e fina, difícil para os coelhos escavarem túneis e tocas.”

Outra das ações passa pelo combate ao crime ambiental. 

Paulo Marques explicou que a equipa está bastante preocupada com o uso ilegal de venenos, lamentado que “em Portugal, nunca tenha existido condenações e muitas vezes os processos sejam arquivados ainda em fase de instrução”. Os abates ilegais a tiro e a perturbação de locais de nidificação são outras das preocupações do técnicos, que lutam pela conservação desta espécie endémica do sudoeste da Península Ibérica.

Distribuição mundial da Águia-Imperial Ibérica

Para tentar atenuar o problema do envenenamento, uma das medidas do LIFE Imperial passará pela produção de um manual de procedimentos destinado às autoridades, incluindo forças policiais e tribunais, que elucide como se faz um auto de prova em casos de crime ambiental, ou a instrução dos processos.

Lançar as bases para uma leitura mais uniforme das leis nesta área, foi outra das medidas implementada pelo projeto LIFE.

Fonte: Wilder

Imagem de destaque: Águia-imperial-ibérica – Fonte: www.flickr.com

A NOCTULA – Consultores em Ambiente desenvolve trabalhos no âmbito da Monitorização de Sistemas Ecológicosnomeadamente, monitorizações de:

  • Aves;
  • Mamíferos terrestres, marinhos e voadores;
  • Fito e Zooplâncton;
  • Invertebrados;
  • Herpetofauna (anfíbios e répteis);
  • Monitorização de Flora, Vegetação e Habitats.

 

Veja aqui alguns do trabalhos já realizados:

 

Caso necessite de algum serviço na área da Monitorização de Sistemas Ecológicos, não hesite em contactar-nos: 232 436 000.

… o que interessa deve ser partilhado!

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.