fbpx

Morcego-da-Madeira já tem projeto de conservação

O Instituto das Florestas e Conservação da Natureza (IFCN) da Região Autónoma da Madeira, em parceria com a Madeira Fauna & Flora, lançaram um projeto de conservação para a espécie Pipistrellus maderensis (Morcego-da-madeira).

O projeto está em curso até agosto de 2022 e tem como objetivo delinear um plano de ação para a recuperação e estabilização desta espécie, que atualmente está classificada com o estatuto “Em Perigo de Extinção”.

O morcego-da-Madeira trata-se da única espécie de mamífero endémico do arquipélago da Madeira e é um dos morcegos mais pequenos que habitam as regiões biogeográficas da Europa.

Duarte Barreto, coordenador do projeto e responsável no IFCN, explica que no último Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, publicado em 2005, estimava-se uma população com apenas 1.000 indivíduos adultos na ilha da Madeira e cerca de 50 adultos na ilha de Porto Santo. Atualmente este morcego está distribuído um pouco por toda a ilha da Madeira, mas os números decresceram muito, segundo dados do IFCN, entidade que é o ponto focal do EUROBATS (Acordo sobre a Conservação das Populações de Morcegos Europeus).

O Acordo EUROBATS foi ratificado por Portugal em 1995, no âmbito da Convenção sobre a Conservação das Espécies Migradoras Pertencentes à Fauna Selvagem (Convenção de Bona) e baseia-se, de forma geral, no reconhecimento do estatuto de conservação desfavorável dos morcegos e das ameaças que enfrentam. 

Este acordo visa proteger todas as 51 espécies europeias de morcegos, através da legislação, educação, medidas de conservação e cooperação internacional.

Em que consiste o projeto de conservação do Morcego-da-Madeira?

O projeto surgiu na sequência de uma oportunidade de financiamento ao abrigo do projeto LIFE4BEST‐ORsSupporting biodiversity action in the EU’s Outermost Regions”, destinado às regiões ultraperiféricas e ultramarinas da UE para a conservação da sua biodiversidade.

Existe pouco conhecimento sobre a ecologia e sobre as ameaças que o morcego-da-Madeira enfrenta. Por isso, no âmbito deste projeto, será instalada uma rede de detetores de ultrassons automáticos em zonas de Laurissilva primária, distante da influência humana, para perceber a importância que a Floresta Laurissilva tem para o morcego-da-Madeira. As equipas vão avaliar a existência de áreas de alimentação e corredores de voo na floresta.

Segundo os responsáveis pelo projeto, os dados acústicos recolhidos, serão analisados em software próprio de forma a diferenciar o morcego da Madeira das outras espécies de morcegos que poderão existir na área de estudo.

Para a deteção de abrigos será usado equipamentos de visão térmica, que permite cobrir grandes áreas de floresta em pouco tempo e encontrar animais que estejam abrigados.

Conservação das espécies de morcegos

São muitas as espécies de morcegos que estão com problemas e precisam de ajuda para sobreviver. Há dezenas de espécies de morcegos protegidas pela CMS – Convention on the Conservation of Migratory Species of Wild Animals e EUROBATS – Agreement on the Conservation of Populations of European Bats, mas é necessário fazer mais para garantir a sobrevivência dos morcegos em todo o mundo.

Com o surgimento pandemia provocada pelo coronavírus e a sua associação aos morcegos, várias espécies ficaram ainda mais vulneráveis e ameaçadas, uma situação que afetou negativamente o estado de conservação das populações de morcegos.

Para perceber melhor, os inúmeros benefícios das populações dos morcegos nos ecossistemas, veja o vídeo em baixo partilhado pelo IFCN.

NOCTULA – Consultores em Ambiente presta serviços de monitorização, mitigação e investigação de quirópteros (morcegos), através das mais inovadoras metodologias de monitorização de sistemas ecológicos:

  • Monitorização endoscópica de abrigos;
  • Monitorização de abrigos cavernículas e de edifícios;
  • Monitorização acústica.

 

Para além destes serviços, também elaboramos e implementamos planos de gestão específicos para morcegos e medidas de minimização e compensatórias de impactes. Conheça alguns dos nossos projetos neste âmbito:

 

Caso necessite de algum serviço nestas áreas não hesite em contactar-nos: 232 436 000 ou através do email: info@noctula.pt.

… o que interessa deve ser partilhado!

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Leia a nossa Política de Privacidade para mais informações.